31/01/2008

Tô me guardando pra quando o carnaval chegar...

Gente, o ano novo já tá quase velho... Ontem fui ao Extra e fiquei assustada ao ver que já tem Ovo de Páscoa a venda!! É por isso que o tempo passa cada vez mais rápido: as pessoas não curtem mais os preparativos das coisas em seu tempo certo: querem antecipar tudo, sempre!
Por essas e outras deixo aqui a bela letra do Chico, escrita naquela época em que as festas eram aguardadas com grande expectativa...


Quando o carnaval chegar
Chico Buarque/1972


Quem me vê sempre parado, distante
Garante que eu não sei sambar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu tô só vendo, sabendo, sentindo, escutando
E não posso falar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu vejo as pernas de louça da moça que passa e não posso pegar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
Há quanto tempo desejo seu beijo
Molhado de maracujá
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
E quem me ofende, humilhando, pisando, pensando
Que eu vou aturar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
E quem me vê apanhando da vida duvida que eu vá revidar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu vejo a barra do dia surgindo, pedindo pra gente cantar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar
Eu tenho tanta alegria, adiada, abafada, quem dera gritar
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar

30/01/2008

CELEBRARE!

Todo dia merece um brinde.
Toda amizade merece atenção.
Toda hora merece um encontro.
Celebrar a vida, festejar os sonhos, alegrar o coração.



(Não sei o autor, mas achei tão bonitinho que resolvi copiar aqui. Tava no cartãozinho de propaganda do BarBoza)

asas

"A alegria e o amor são as duas asas para as grandes ações".
(Goethe)

27/01/2008

Hoje foi dia de...

Voar de helicóptero no meio da sala - por sinal, uma sala chiquéééérrima, de parede roxa e tudo.














Matar as saudades - que são muitas...

22/01/2008

feliz!

Hoje eu tô feliz. Daqueles dias em que se acorda radiante sem, a princípio, ter acontecido alguma coisa GRITANTE... Mas aí a gente pára pra pensar e vê que tá rodeada de coisa legal acontecendo (não necessariamente só isso e não necessariamente nessa ordem):
- Conversei com a Ju ontem. Ela tá feliz com os preparativos do evento de abril! E eu fiquei super satisfeita, primeiro em estar com ela - e têm me feito muita falta nossas intermináveis conversas de antes - e segundo em ver que ela está seguindo um rumo bom e que a deixará FELIZ, pois sei o quanto ela merece essa felicidade.
- Falei com o Lu por telefone, instantes depois de ele ter feito a matrícula na faculdade! Ele estava radiante e eu me senti sinceramente feliz! Com certeza esse será um momento que ele vai se lembrar, e que é só o começo de uma fase que, esperamos, seja cheinha de conquistas.
- Temos um candidato à sucessão! Depois de tanta angústia e apreensão, teremos um candidato ÓTIMO!! E tudo sem precisar passar pela prévia! Saímos da reunião de ontem com aquela sensação gostosa de começo de campanha, com aquele gostinho de "quero vitória" na boca! Êita, que esse ano vai ser porreta!
- Falei com a queridíssima Má!! Fique flutuando de felicidade ao ver as fotos lindas das férias dela, e ao saber das novidades ótimas! É assim que eu quero 2008 pra todas as pessoas que eu amo: com perspectivas reais de felicidade real!
- O meu amor veio lá de Rio Claro só pra almoçar comigo. Eu sou realmente uma mulher de muita sorte!
- Acho que conseguiremos armar uma viagem cheia de gente amiga pra meados de fevereiro!! E só a idéia dos preparativos já tá me deixando imensamente feliz!!
- Eu ganhei duas sandálias lindas e uma bolsa M A R A V I L H O S A do meu bem. Sim, isso também me deixa imensamente feliz.
- Falei com a Ingrid, a Gabi e a Tetê por MSN, e com a Ré por telefone. Senti que todas elas estão bem e com a vida cheia de perspectivas!!
- Parei pra pensar que no ano passado, a essa época, estávamos apreensivos e preocupadíssimos... Apreensivos devido às mudanças estruturais que tivemos aqui na PMSC e preocupadíssimos com o estado de saúde da nossa querida Nilsônia. Foi um período difícil em que nos unimos para rezar por ela e para organizar o nosso trabalho. Agora estamos felizes porque a fase ruim passou e graças a Deus tudo segue seu curso!

Essa vida é mesmo um espetáculo!

Candidato!

Já temos o nosso candidato à sucessão!





O partido decidiu, unido, indicar o Prof. Barba ao pleito. Na reunião de ontem ele já fez um discurso empolgado, dando à militância uma prévia do que vem por aí!









Daqui pra frente é muito trabalho e muita garra, pra gente conseguir vencer! Vamos torcer pra que a cidade continue no rumo certo, pra que todo nosso trabalho e nossa luta até aqui não tenha sido em vão!

17/01/2008

amadurecendo com sabedoria

"(...) As mudanças da dinâmica familiar, a conquista da autonomia, os avanços da ciência possibilitaram que as mulheres conquistassem um nível de liberdade até então inédito. Estão mais independentes, provavelmente mais realizadas, até orgulhosas de sua idade. Estarão mais felizes? Difícil afirmar com segurança, pois não dá para aferir o grau de felicidade e o de angústia que a liberdade impõe: o preço da liberdade é a responsabilidade pelas próprias escolhas. A consciência de ser a principal responsável pelos rumos da própria vida pode levá-las a questionar as escolhas feitas, numa impossível comparação entre o que foi vivido e o que foi preterido - e, portanto, habita o inexpugnável universo da fantasia, onde tudo é perfeito. Porém, uma vez respeitadas e assumidas as escolhas feitas, admitidos os desconfortos do desgaste das juntas e articulações, decorrentes da quilometragem rodada, aceitas as rugas de expressão (marcas do itinerário percorrido, portanto mais facilmente aceitas quando se valoriza o percurso feito), é possível desfrutar das vantagens que a maturidade proporciona e reconhecer que há mais ganhos do que perdas - e sempre pode haver mais projetos que lembranças. (...)"

Trecho extraído do artigo "A idade da auto-estima; Os ganhos emocionais que vêm com a experiência", de Lídia Rosenberg Aratangy (psicóloga, terapeuta de família e autora, entre outros, dos livros "O anel que tu me deste" e "O livro dos avós", ambos da Editora Artemeios

16/01/2008

arco-íris

Assim, sem mais nem menos, no meio de uma tarde de trabalho...

E como é lindo, não?
Presente de ano novo!

14/01/2008

diversão

A dois dias de um evento importante (e na linha de frente da organização deste):

E, no final, tudo saiu lindo.

Como diria a Tetê: Somos ou não somos?

Casinha da Tetê

Algumas fotos da minha visita na casinha da Tetê.

A coisa mais fofa: e a cara da Tetys!Desejo de coração que tudo caminhe de acordo com o que ela e o "Bem" planejam. Que eles sejam muito felizes, sempre!

12 de janeiro

Neste último sábado, dia 12 de janeiro, aconteceu o primeiro grande evento Lindoyesco do Ano: o casamento da nossa amiga Tetê.

Casamento de gente querida sempre é muito emocionante. Esse teve uma paricularidade a mais: as demais Lindoyas (Gabi, Ingrid e eu) fomos escaladas para comandar a celebração das bodas. Isso é bem mais que ser madrinha... Vejam bem: tivemos que decidir tudo sobre a celebração, visto que a Tetê queria surpresas e não opinou em quase nada... (Tem coragem essa mulher, não?)Além de também DIRIGIR e ATUAR durante todo o ato...
Foi uma agonia, na semana passada, pois como não estamos mais todas na mesma cidade os preparativos ficaram um pouco complicados. Houve momentos em que eu achei que não fosse dar conta de fazer minha parte. Mas, graças a Deus, tudo deu certo e a cerimônia foi lindinha. O evento durou dois dias, pois a Tetys alugou uma chácara e nós ficamos por lá, "reinando". Aliás, as Lindoyas "reinaram" mesmo: além de "reger" a cerimônia, ainda pudemos disputar o buquê (pelo menos nas fotos) e conferir se a noiva tinha mesmo cumprido a promessa de colocar nossos nomes na barra do vestido - pra gente casar também!! Foi só diversão, no melhor estilo das Lindoyas.
Foi muito bom... Bom ver gente de bem realizando sonhos - e partindo rumo a sonhos ainda maiores. Bom ver que nossa amiga do coração está tão bem e que cumpriu mais um ciclo em sua vida. Agora ela é a Sra. (ou "Dona" rsrs)Vieira dos Santos.
Que Deus os abençoe sempre!

10/01/2008

Inspiração

Recebi o vídeo abaixo do meu amor e achei LINDO.

Encaixa-se perfeitamente dentro da fase "Inspirações para o Ano Novo"... Tive o privilégio de exercitar meus desejos de ano novo durante todo 2007 - e muitos frutificaram. Foi uma delícia abrir o blog no finalzinho do ano e reler meus pensamentos lá do comecinho... rever a minha vontade, naquela época, de mudar minha vida mantendo-me fiel a tudo em que acredito. Hoje vejo que estava no caminho certo e me sinto feliz! Sinto essa minha vontade renovada para 2008.

Nessa mesma linha, quero compartilhar com todo mundo que é especial para mim o video abaixo.

Cabe a cada um de nós, todo dia, fazer da nossa vida uma vida melhor. Uma vida "confortável" pra nós mesmos. Eu me sinto muito "confortável" sendo eu mesma. Estou me sentindo muito bem! E melhorando!

Quero que 2008 seja um ano ÓTIMO. E pretendo aproveitar cada pedacinho dele, saboreando e valorizando cada bocado, como um doce delicioso...

Com pequenas atitudes podemos transformar nosso mundo... Agindo assim estamos realmente exercendo a fraternidade e a cidadania. Vamos resgatar os bons valores e acabar com a hipocrisia!

O meu abraço amigo e fraterno a todos que eu amo!

video

08/01/2008

carta de Ciro a Letícia (muito boa)

Com aquela fina ironia que eu acho genial.
Vale a pena ler.

Carta a Letícia Sabatella
O GLOBO
CIRO GOMES

Letícia, ando meio quieto por estes tempos, mas, ao ver você visitando o bispo em greve de fome no interior da Bahia, pensei que você deveria considerar algumas informações e reflexões. Poderia começar lhe falando de República, democracia, personalismo, messianismo...
Mas, sendo você a pessoa especial que é, desnecessário. O projeto de integração de bacias do Rio São Francisco aos rios secos do Nordeste setentrional atingiu, depois de muitos debates e alguns aperfeiçoamentos, uma forma em que é possível afirmar que, ao beneficiar 12 milhões de pessoas da região mais pobre do país, não prejudicará rigorosamente nenhuma pessoa, qualquer que seja o ponto de vista que se queira considerar.
Séria e bem intencionada como você é, Letícia, além de grande artista, peçolhe paciência para ler os seguintes números: o Rio São Francisco tem uma vazão média de 3.850 metros cúbicos por SEGUNDO (!) e sua vazão mínima é de 1.850 metros cúbicos por SEGUNDO (!). Isto mesmo, a cada segundo de relógio, o Rio despeja no mar este imenso volume de água.
O projeto de integração de bacia, equivocadamente chamado de transposição, pretende retirar do Rio no máximo 63 metros cúbicos por segundo.
Na verdade, só se retirará este volume se o rio estiver botando uma cheia, o que acontece numa média de cada cinco anos. Este pequeno volume é suficiente para garantia do abastecimento humano de 12 milhões de pessoas.
O rio tem sido agredido há 500 anos.
Só agora começou o programa de sua revitalização, e é o único rio brasileiro com um programa como este graças ao pacto político necessário para viabilizar o projeto de integração.
No semiárido do Nordeste setentrional, onde fui criado, a disponibilidade segura de água hoje é de apenas cerca de 550 metros cúbicos por pessoa, por ANO (!). E a sustentabilidade da vida humana pelos padrões da ONU é de que cada ser humano precisa de, no mínimo, 1.500 metros cúbicos de água por ano. Nosso povo lá, portanto, dispõe de apenas um terço da quantidade de água mínima necessária para sobreviver.
Não por acaso, creia, Letícia, é nesta região o endereço de origem de milhões de famílias partidas pela migração.
Converse com os garçons, serventes de pedreiros ou com a maioria dos favelados do Rio e de São Paulo. Eles lhe darão testemunhos muito mais comoventes que o meu.
Tudo que estou lhe dizendo foi apurado em 4 anos de debates populares e discussões técnicas. Só na CNBB fui duas vezes debater o projeto. Apesar de convidado especialmente, o bispo Cappio não foi. Noutro debate por ele solicitado, depois da primeira greve de fome, no palácio do Planalto, ele também não foi. E, numa audiência com o presidente Lula, ele foi, mas disse ao presidente, depois de eu ter apresentado o projeto por mais de uma hora (ele calado o tempo inteiro), que não estava interessado em discutir o projeto, mas "um plano completo para o semiárido".
As coisas em relação a este assunto estão assim: muitos milhões de pessoas no semiárido (vá lá ver agora o auge da estiagem) desejam ardorosamente este projeto, esperam por ele há séculos. Alguns poucos milhões concentrados nos estados ribeirinhos ao Rio não o querem. A maioria de muitos milhões de brasileiros fora da região está entre a perplexidade e a desinformação pura e simples. Como se deve proceder numa democracia republicana num caso como este? O conflito de interesses é inerente a uma sociedade tão brutalmente desigual quanto a nossa. Só o amor aos ritos democráticos, a compaixão genuína para entender e respeitar as demandas de todos e procurar equacioná-las com inteligência, respeito, tolerância, diálogo e respeito às instituições coletivas nos salvarão da selvageria que já é grande demais entre nós.
Por mais nobres que sejam seus motivos - e são, no mínimo, equivocados -, o bispo Cappio não tem direito de fazer a Nação de refém de sua ameaça de suicídio. Qualquer vida é preciosa demais para ser usada como termo autoritário, personalista e messiânico de constrangimento à República e a suas legítimas instituições.
Proponho a você, se posso, Letícia: vá ao bispo Cappio, rogue a ele que suspenda seu ato unilateral e que venha, ou mande aquele que lhe aconselha no assunto, fazer um debate num local público do Rio ou de São Paulo.
Imagine se um bispo a favor do projeto resolver entrar em greve de fome exigindo a pronta realização do projeto.
Quem nós escolheríamos para morrer? Isto evidencia a necessidade urgente deste debate fraterno e respeitoso.

Manda um abraço para os extraordinários e queridos Osmar Prado e Wagner Moura e, por favor, partilhe com eles esta cartinha. Patrícia tem meus telefones.
Um beijo fraterno do Ciro Gomes

07/01/2008

Areia que canta - e fim das férias...

Encerrando as férias com chave de ouro, Wanderley e eu neste último final de semana fomos a Brotas e nos hospedamos em um hotel fazenda ótimo, o Areia que Canta.Como o próprio nome diz, é nessa fazenda que fica a famosa nascente de água "Areia que Canta", uma coisa linda de se ver. Lógico que nós dois até entramos na nascente: uma água gelada de trincar, mas uma sensação indescritível que só vivendo mesmo pra saber! Dá até pra se perguntar por que será que nós temos maravilhas tão próximas de nossas casas e aproveitamos tão pouco... A fazenda é linda, tudo limpinho e bem cuidado, com natureza exuberante e um monte de opções de atividades.
Não dá pra ficar entediado, ao mesmo tempo em que dá pra "se desligar do mundo"...
Nós dois descansamos bastante, entramos na nascente, andamos de tiroleza (!), fizemos trilha e principalmente, curtimos muito estar juntos, só nós dois.

Depois dessa retomada de forças, volto ao trabalho hoje com o espírito descansado e com a certeza de que só depende de nós para que 2008 seja um ano maravilhoso! Assim seja!

01/01/2008

Tartarugas Marinhas

A pedida do dia é...



Visitar o Projeto Tamar, unidade de Ubatuba.






Coisa mais linda de se ver.
Vale a pena conferir!

Rèveillon

O único registro da nossa passagem de ano, na praia, vendo os fogos:


Mariana, Vinicius, Wanderley e eu - aguardando a contagem regressiva para os fogos em Maranduba


Essa foi a primeira (e única)foto que eu tirei.
Imediatamente após tê-la tirado, a bateria da câmera apagou.
Lógico que eu tinha bateria extra, mas lógico que eu deixei no apartamento.
Coisas de loira.
Só pra ver que, entra ano, sai ano, tem coisas que nunca mudam! hehehe
O importante é manter o bom humor!!!
Bom ano novo a todos!