11/11/2009

viaja pouco esse Bakhtin

Fala a verdade... Deve ter alguém que mereça, mas eu não mereço! Plena quarta-feira à noite vem o cidadão falar o seguinte:
"A regularidade social objetiva da criação ideológica, quando indevidamente interpretada como estando em conformidade com as leis da consciência individual, deve, inevitavelmente, ser excluída de seu verdadeiro lugar na existência e transportada quer para o empíreo supra-existencial do transcendentalismo, quer para os recônditos pré-sociais do organismo psicofisiológico, biológico".
(Bakhtin em "Marxismo e Filosofia da Linguagem", cap. 1)

Entendeu? Não? Bem vindo a bordo! hahaha

Um comentário:

arte-e-foto disse...

Sensacionalllll
Estrogonoficamente elaborado!!! kkkk