30/06/2009

amigas que presenteiam com arco-íris e com carinho

Ontem tive um almoço delicioso com duas amigas de décadas. A Ré e a Lucileine. Amigas-irmãs que o tempo jamais vai distanciar. Um almoço perfeito para recarregar as energias, encarar a semana de frente e sentir a presença de Deus nos amigos. Uma bênção.
Hoje acordei numa manhã chuvosa dessas que dá vontade de dormir mais um pouquinho e recebi no meu celular uma mensagem da Stela Martins. Tinha uma foto - tirada por ela mesma, com o celular - de um arco-íris, e uma mensagem de voz que ela gravou e que dizia "Que bom começar uma manhã assim, não? Lindíssimos!"
Realmente, amiga. Realmente, amigas... Que bom ser capaz de perceber esses presentes que Deus nos dá. Um arco-íris na nossa janela, um amigo na nossa vida!
Por isso deixo registrado aqui meu agradecimento a vocês três, por existirem e por participarem da minha vida.
E presenteio a todos os meus amigos com a foto da Estela e com o texto que a Leine me mandou ontem depois do nosso almoço.

BONS AMIGOS

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

29/06/2009

pravs again

Do twitter:

PravsJ"Remember sadness is always temporary. This too shall pass." by Chuck Falcon
about 1 hour ago from web
23h25
E eu ouvi nitidamente o meu celular tocar.
Mas ele não tocou

Acalme meu passo, Senhor!

Acalme meu passo, Senhor.
Desacelere as batidas do meu coração, acalmando minha mente.
Diminua meu ritmo apressado com uma visão da eternidade do tempo.
Em meio às confusões do dia a dia, dê-me a tranqüilidade das montanhas.
Retire a tensão dos meus músculos e nervos com a música tranqüilizante dos rios de águas constantes que vivem em minhas lembranças.
Ajude-me a conhecer o poder reparador do sono.
Ensina-me a arte de tirar pequenas férias: reduzir o meu ritmo para contemplar uma flor, papear com um amigo, afagar uma criança, ler um poema, ouvir uma música preferida.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa perceber no meio do incessante labor cotidiano dos ruídos, lutas, alegrias, cansaços ou desalentos, a Tua presença constante no meu coração.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa entoar o cântico da esperança, sorrir para o meu próximo e calar-me para escutar a Tua voz.
Acalme meu passo, Senhor, e inspire-me a enterrar minhas raízes no solo dos valores duradouros da vida, para que eu possa crescer até as estrelas do meu destino maior.
Obrigado Senhor, pelo dia de hoje, pela família que me deste, meu trabalho e sobretudo pela Tua presença em minha vida.
Em nome de Jesus,
Amém!
(autor desconhecido - mas agora é de todos nós!)

constatação

Pela primeira vez na minha vida, me sinto realmente tendo objetivos.

You will see. Soon!

Mais uma do Pravs World. Adorei!

I Will Climb

I will climb this mountain.
They have told me that it is too high,
too far, too steep, too rocky and too difficult.
But it's my mountain. I will climb it.

You will soon see me waving from the top
or dead on the side from trying.

28/06/2009

fofucho!

Além do que já escrevi aqui sobre o Lenine, adicionaria, após o show maravilhoso de hoje à noite: o Lenine é tudodebom.com.br
Os shows dele sempre lavam a nossa alma ("e eu digo: calma alma minha, calminha" só para parafrasear o Zeca Baleiro: porque quem é da mesma tchurma que eu, quando lembra do Lenine sempre lembra do Zeca e vice-versa!!).
Dá vontade de pegar o Lenine e trazê-lo pra casa da gente.
Mesmo ele insistindo em cantar aquela música idiota da Alzira (aff!) a gente continua amando muito o nosso Lenine. Porque ele também é do clube dos artistas que entendem a alma e o coraçãozinho da gente.
Compartilhar a experiência de vê-lo com pessoas tão queridas, então... Não tem preço!
Que homem iluminado (aliás, dá uma olhadinha nesta foto que eu tirei!! Quanta luz sobre a pessoa! rsrs)
Que coisa boa!
Que bênção!
Que privilégio!
Que tudo!!
É pra começar a semana de coração alegre!! De astral renovado!! De alma sorridente!!

É o que me interessa
(Lenine)

Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro
A sobra do passado
Assombram a paisagem
Quem vai virar o jogo e transformar a perda
Em nossa recompensa
Quando eu olhar pro lado
Eu quero estar cercado só de quem me interessa

Às vezes é um instante
A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou
Me traz o teu sossego
Atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurre em meu ouvido
Só o que me interessa

A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa

27/06/2009

uma imagem...


... vale mais do que QUALQUER palavra!

aleluia!

Eu torci muito pra que ela viesse logo. Antes que eu começasse a morder meu próprio braço, de tanto nervoso que passei esse mês.
Hoje finalmente ela veio. Mas não foi nada discreta. Chegou como uma BOMBA. Um inchaço animal no abdômen e uma dor (aiiii, que dorrrrr) terrível.
Mas tudo bem, a dor já já passa. E pra ela existem os analgésicos e bolsas de água quente... Muito melhor a dor do que a insanidade absoluta da fase anterior. Afff.
Mas pro próximo ciclo já tá decidido! Vou experimentar a Xiao Yao Wan. Uma mistura maluca de ervas que dizem ser tiro e queda.
Só de pensar que terei alguns dias de alívio me sinto outra mulher!

26/06/2009

é isso

Exatamente!!! Exatamente!!!
Merci, Zeca!
"Com meus botões à noite cismo
Pra que os trilhos, se não passa o trem?"

(Zeca Baleiro)

criador x criatura

É a cara da "mãe" dela, essa menina!

Principalmente quando tá fazendo arte, né? hehehe

delícia pura!

Depois de uma semana estressante, cansativa e corrida...
Depois de ter resolvido muitos problemas (e de terem aparecido outros para serem resolvidos na semana que vem!!)...
Não tem nada melhor do que chegar em casa, jantar, tomar AQUELE banho gostoso com óleo perfumado, botar AQUELA musiquinha relaxante, deitar naquele cantinho aconchegante da casa, pegar AQUELE creme de castanha e...
Fazer AQUELA massagem nos pés! Mas tem que ser AQUELA massagem (e não qualquer uma)! Tem que ser feita com calma, sem pressa, com carinho... Sentindo cada movimento e intuindo os melhores pontos a serem pressionados!!
Ê, delícia!

teimosa? eu??? :)

"As coisas que queremos e que parecem impossíveis só podem ser conseguidas com uma teimosia pacífica"
(Mahatma Gandhi)

25/06/2009

um link e uma música

Sou contra rodeios.
Acho uma idiotice sem fim e uma crueldade sem tamanho.
Aprovei a proibição dos rodeios em São Carlos, há mais de uma década.
Há pouco tempo houve um ti-ti-ti, um murmurinho de uma tal união de caravanas são-carlenses (???) querendo retomar a causa e derrubar a proibição desses shows de horror aqui na nossa cidade. Felizmente ainda há vida inteligente no mundo e a reação foi tão forte que aquelas criaturas rapidamente enfiaram as violinhas no saco e parecem ter desistido da ideia infeliz.
Acho que essa praga chamada rodeio deveria ser banida da face da terra.
Nesse instante está acontecendo um rodeio em Ibaté, em comemoração ao aniversário da cidade. E o povão todo se esbalda.
Fico pensando se as pessoas realmente gostam desse espetáculo triste.
Hoje tive um lampejo e acho que na verdade as pessoas gostam mesmo é dos shows musicais que acontecem nos rodeios.
Sendo assim, por que não promover somente os shows??
E mais: a título de experimentação, acho que deveriam inventar uma simples lei. Deveriam inventar uma lei que proibisse a realização de shows musicais em rodeios. Assim como proibiram a realização de shows musicais em comícios eleitorais.
Aí sim eu queria ver!! Se proibissem os shows musicais nos rodeios, aí sim eu queria ver se as pessoas realmente gostam dos rodeios, ou se do que elas gostam mesmo é dos shows!!

A respeito disso deixo um link:

http://www.odeiorodeio.com

E uma melodia:
Odeio Rodeio
(Chico César)

Odeio rodeio e sinto um certo nojo
Quando um sertanejo começa a tocar
Eu sei que é preconceito, mas ninguém é perfeito
Me deixem desabafar
A calça apertada, a loura suada, aquele poeirão
A dupla cantando e um louco gritando "segura peão"
Me tira a calma, me fere a alma, me corta o coração
Se é luxo ou é lixo, quem sabe é bicho que sofre o esporão
É bom pro mercado de disco e de gato, laranja e trator
Mas quem corta a cana não pega na grana, não vê nem a cor
Respeito Barretos, Franca, Rio Preto e todo o interior
Mas não sou texano, a ninguém engano, não me engane, amor

tem dias em que as coisas... fluem!

Nada como uma manhã bem trabalhada para nos fazer sentir leves!!
Tô com uma sensação de ter resolvido um montão de coisas - que estavam enroscadas há um tempão.
Tudo flui melhor assim!!
Tem dias que a gente fica enrolada o dia inteiro, faz um monte de coisas, e depois fica com aquela sensação ruim de não ter feito nem metade do que precisaria.
Mas hoje a sensação é diferente: mandei embora um monte de papelada e 10 minutinhos com o chefe me resolveram um tantão de pendências!
Ê, coisa boa!!
E com isso ainda ganhamos um ponto facultativo. hehe
Maravilha pura.

luz

"Se o blog é um espaço para a reflexão, não deve surpreender que ilumine aquele que o escreve"
José Saramago

24/06/2009

chique no úrtimo

Lula é homenageado com Prêmio pela Paz
As ações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em busca da paz, do diálogo, da democracia, da justiça social e da igualdade de direitos, assim como sua contribuição para a erradicação da pobreza e proteção dos direitos das minorias, resultaram na escolha de seu nome para receber o Prêmio pela Paz Félix Houphouët-Boigny 2008 da UNESCO. O anúncio da homenagem foi feito em 13 de maio pelo ex-presidente de Portugal e integrante do júri do prêmio, Mário Soares. “A entrega do Prêmio ao presidente Lula reforça o valor da história de superação de um operário que, eleito presidente, pôs as questões sociais no topo da agenda política”, disse o Representante da UNESCO no Brasil, Vincent Defourny. A cerimônia de entrega acontecerá no dia 7 de julho, na sede da Organização, em Paris.
Fonte: UNESCO NEWS - Informativo da UNESCO no Brasil, 02/06/2009 (nº196). Leia a notícia completa no site da UNESCO, clicando aqui.

23/06/2009

turbilhão

Quando o corpo e a mente da gente aprendem um caminho, e é mandada pro nosso cérebro a mensagem de "prazer", é difícil evitar ir por esse caminho! Dá impressão de que qualquer dia desses, sem estardalhaço, a gente vai entrar no carro pra ir ao trabalho e, sem mais nem menos, ele (o carro) nos conduzirá, à nossa revelia, para aquele destino, por aquele caminho (agora) "proibido". Coisa louca, isso.
Ansiedade. Como não se deixar dominar por ela?
Ômega 3. Existe injetável?
E como ler e entender os sinais??? Meu Deus, os sinais!!! Os sinais são bem mais difíceis de se aprender do que qualquer idioma estrangeiro. Aposto!
Ultimamente tenho pedido muito a Deus pra que ele mande minha menstruação antes do dia certo. Só assim mesmo pra esses hormônios me deixarem em paz!! Só no começo do ciclo eu vou ter mais segurança de que estou raciocinando bem! Quero um ciclo novo: pelo menos os primeiros dias são bem mais tranquilos. E bem que eu mereço um pouco de paz!! E ordem nos pensamentos. E um chocolate também! rs
Dúvidas. Tenho muitas.

22/06/2009

abraços solares

Nunca gostei de muito sol em mim. Talvez pela minha brancura de nascença, nunca fui de ficar estirada ao sol, semi nua, tentando "pegar um bronze" como muitas primas e amigas sempre gostaram. Como, aliás, parece que a grande maioria das brasileiras sentem-se na obrigação de fazer. Parece que existe um senso comum de que, se você não estiver com o corpo em tons de dourado pra usar com aquela saia no verão, então você é uma alienígena.
Eu nunca me importei com isso. Torrar debaixo do sol sempre me fez mal. Me dá dor de cabeça. E eu, sinceramente, nunca me achei mais feia por ser mais branca que a média. Muito pelo contrário.
Mas é inegável a satisfação que dá receber um abraço solar nesses dias gostosos de inverno. Pra quem ainda não identificou a sensação à qual me refiro, explico.
Os dias de inverno em São Carlos são de uma beleza espetacular: céu incrivelmente azul com quase nenhuma nuvem. Uma luminosidade intensa e contagiante.
Mas quando a gente fica muito tempo dentro de casa, ou no trabalho, como a temperatura é baixa - o ventinho é sempre frio!! - dá aquele friozinho profundo. E quando a gente sai ao ar livre, sente o sol penetrando na gente, como se nos envolvesse em um abraço gostoso...
Delícia!
Coisas que compõem a nossa felicidade cotidiana...

meu caro amigo

Pensei em escrever algo aqui sobre a peça que fomos assistir hoje, no teatro municipal. Um monólogo musical chamado "meu caro amigo". O texto foi escrito pelo Fernando Barenco e a peça é protagonizada pela atriz Kelzy Ecard. Ilustres desconhecidos? Pois é, para mim também eram, até hoje... Fui ver a peça atraída pela sinopse:
"É a história de Norma, uma mulher de 50 anos, professora de História do Brasil, que viveu a segunda metade do século XX de forma intensa e apaixonada. Para a personagem, Chico Buarque foi capaz de traduzir seus estados de alma em música e poesia, imaginando até que muitas foram compostas para ela."
Pois bem, logo no início do espetáculo, na primeira fala da personagem, ela faz uma declaração de amor ao Chico que emociona a todas as mulheres. Nessa hora me segurei porque senti que podia chorar.
No entanto, quando começa o desenrolar da história, o choro foi inevitável. Quando percebi então que a cantora-atriz também estava emocionada em pleno exercício da interpretação, aí não segurei mais... Me acabei! rs
Impressionante o efeito que o Chico causa nas pessoas. A sensibilidade dele foi capaz de embalar e traduzir a vida de tanta gente... Fiquei pensando em muita coisa enquanto assistia à peça: "que bom que façam uma homenagem linda como essa a ele enquanto ele ainda está vivo"; "será que o Chico já assistiu a essa peça", "o quanto dessa peça é ficção e o quanto é realmente um sentimento da atriz (que foi quem idealizou todo o espetáculo)?", "queria ter sido eu a escrever essa peça", "eu já me senti assim também"... entre tantos outros pensamentos.
Saí de lá aos prantos - ainda bem que a Tânia também estava lá e também se debulhou como eu. A Tânia é minha parceira de amor pelo Chico e de choradeira! rs
Lindo espetáculo.
Inesquecível.

21/06/2009

frase do dia

"Não tô pondo acentos hoje, só de raiva da vida. Alguém tem que pagar, nem que seja a língua portuguesa!"
(Claudia Souza, genial como sempre)

um show de explodir

Por falar nessa gente dos Titãs, ontem à noite (hoje de madrugada??) o Fabiano e eu estávamos lembrando dos shows da Festa das Nações em 2007 e em particular do show do Nando Reis. Foi fantástico. Um dos melhores shows que nós já vimos. O Fabiano resumiu bem o sentimento quando disse; "eu quase explodi naquele show". rs
Tem melhor definição? Acho que não.

fofa

Na minha audição - não, ela ainda não terminou! - encontrei mais essa... Tão meiguinha!

não vou lutar
(Paulo Miklos e Sérgio Britto)

Não vou lutar contra o que eu sinto
Vou me entregar como um soldado cansado e faminto
Não vou lutar contra o que eu sinto
Porque a verdade explode cada vez que eu minto
Não posso mais viver em conflito

Não vou negar o que é tão claro
Vou me entregar em tudo que eu faço, em tudo que eu falo
Não vou negar o que é tão claro
Porque a verdade explode mesmo quando me calo
Não posso mais viver sem estar ao seu lado

Não vou lutar contra o que eu sinto
Porque a verdade explode cada vez que eu minto,
não posso mais viver em conflito
Não vou lutar contra o que eu sinto

brigando com o twitter

OK, OK...
Me rendi ao chamado de muitos e finalmente entrei no tal do twitter.
Agora alguém podia me ensinar o que ele é e pra que ele serve. E também como lidar com ele. rsrs

20/06/2009

diálogo

"-Nunca pensei que um amor pudesse doer tanto!
-Isso não é amor. É um castigo!"
(Diálogo entre dois amigos na novela "Paraíso" da Rede Globo)

19/06/2009

hilário

é de ouro

o silêncio
foi a primeira coisa que existiu
um silêncio que ninguém ouviu
astro pelo céu em movimento
e o som do gelo derretendo
o barulho do cabelo em crescimento
e a música do vento
(Carlinhos Brown / Arnaldo Antunes)

18/06/2009

não tenha pressa...

“Se tiveres de ir a algum lugar, não te preocupe a vaidade fatigante de ser a primeira a chegar. Se chegares sempre aonde quiseres, ganhaste”
(Paulo Mendes Campos)


Concordo em gênero, número e grau!

16/06/2009

Ter fé é...

Recebi o texto abaixo por email ontem, da minha querida amiga Ju.
Tanta saudade da minha amiga... Da nossa convivência mais próxima, da nossa cumplicidade...
A mensagem é tão linda que resolvi compartilhá-la com todos que passarem aqui pelo blog. E também guardá-la para eu mesma ler sempre, sempre!

TER FÉ...

Ter fé é ACEITAR os desígnios de Deus ainda que não os entendamos, ainda que não nos agradem. Se tivéssemos a capacidade de ver o fim desde o princípio tal como Ele vê, então poderíamos compreender porque às vezes nossa vida é conduzida por caminhos estranhos e contrários à nossa razão e aos nossos desejos.
Ter fé é DAR quando não temos, quando nós mesmo necessitamos. A fé sempre encontra algo valioso onde aparentemente não existe; pode fazer com que brilhe o tesouro da generosidade em meio à pobreza e ao desamparo, enchendo de gratidão aquele que recebe e o que dá.
Ter fé é CRER quando é mais fácil ficar na dúvida. Se a chama da confiança em algo melhor se extingue em nós, então não há outro meio que não nos entregarmos ao desanimo.
A crença em nossas bondades, possibilidades e talentos, tanto como em nossos semelhantes, é a energia que move a vida fazendo grandes vencedores.
Ter fé é GUIAR nossa vida não com os olhos, mas sim com o coração. A razão necessita de muitas evidências para arriscar-se, o coração necessita só de um raio de esperança. As coisas mais belas e maiores que a vida nos dá não se podem ver, nem sequer tocar, só se podem acariciar com o espírito.
Ter fé é LEVANTAR-SE quando se está caído. Os revezes e fracassos em qualquer área da vida nos entristecem, porém é mais triste ficar lamentando-se no frio chão da autocompaixão, acompanhado pela frustração e a amargura.
Ter fé é ARRISCAR-SE na troca de um sonho, de um amor, de um ideal. Nada que vale a pena nesta vida pode se conseguir sem esta dose de sacrifício, que implica desprender-se de algo ou de alguém, a fim de adquirir algo que melhore nosso próprio mundo e o dos demais.
Ter fé é VER positivamente a vida à frente, não importa quão incerto pareça o futuro ou quão doloroso foi o passado. Quem tem fé faz de hoje um fundamento do amanhã e trata de vivê-lo de tal maneira que quando fizer parte de seu passado, possa vivê-lo como uma grata recordação.
Ter fé é CONFIAR, porém confiar não somente nas coisas, mas sim – o que é mais importante – nas pessoas. Muitos confiam no material, porém vivem relações vazias com seus semelhantes. Certamente sempre haverá gente que traíra nossa confiança; assim o que temos a fazer é seguir confiando e sendo mais cuidadosos com aqueles em quem confiamos.
Ter fé é BUSCAR o impossível: sorrir quando os dias se encontram nublados e teus olhos estão secos de tanto chorar. Ter fé é não deixar nunca de cobrir teus lábios com um sorriso, nem sequer quando está triste, porque nunca se sabe quando teu sorriso pode dar luz e esperança à vida de alguém que se encontra em pior situação do que a tua.
Ter fé é CONDUZIR-SE pelos caminhos da vida da mesma forma que uma criança segura a mão de seu pai. É entregarmos nossos problemas nas mãos de DEUS e nos jogarmos em Seus braços antes de cairmos no desespero. Ter fé é descansarmos, para que ELE nos carregue, em vez de tentarmos carregar nós mesmos nossa própria coleção de problemas.
QUE EM TUA VIDA HAJA SUFICIENTE FÉ PARA ENFRENTAR AS SITUAÇÕES DIFÍCEIS, JUNTO COM A NECESSÁRIA HUMILDADE PARA ACEITAR O QUE NÃO SE PODE MUDAR.

15/06/2009

meu presidente é um luxo

OIT reconhece esforços do Brasil na geração de empregos

“Os trabalhadores não podem pagar sozinhos pela crise mundial.” A declaração foi dada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, nesta segunda-feira (16), em Genebra, na Suíça, onde participou de cúpula na 98ª Conferência Internacional do Trabalho, que tem como tema central a crise mundial do emprego. Lula assinou, ao lado do diretor geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Juan Somavia, declaração conjunta em que o Brasil reafirma o compromisso de apoiar a Agenda do Trabalho Decente.

“O que precisamos debater é não permitir que os trabalhadores sejam vítimas da crise ou que apenas eles paguem pela crise. Temos que estar mais preocupados em garantir emprego para o povo, que é isso que conta no crescimento da economia”, afirmou o presidente. Em discurso, ele defendeu a geração e a distribuição de renda como medidas para frear os efeitos da crise e disse que o mundo precisa de novas alternativas para reduzir os reflexos da instabilidade econômica.

O documento assinado destaca os avanços do governo na Agenda defendida pela OIT. Um dos pontos citados é a geração de empregos formais no País nos últimos seis anos - que chegou a dez milhões. Outro ponto de destaque do documento faz referência ao grupo móvel de combate ao trabalho escravo do Ministério do Trabalho e Emprego, que, nos últimos anos, resgatou mais de 33 mil trabalhadores em situação análoga à de escravo.

Juan Somavia elogiou a atuação do governo brasileiro com relação à crise internacional e afirmou que as rápidas ações fizeram com que o Brasil fosse um dos últimos países a sentir os efeitos e o primeiro a mostrar sinais de recuperação. Na opinião do diretor da OIT, os esforços do governo brasileiro para colocar a geração de emprego e a qualificação profissional no centro das políticas econômicas são acertados porque ampliam os investimentos públicos e mantêm o mercado interno aquecido.

Conferência - A 98ª Conferência Internacional do Trabalho está sendo realizada com a participação de chefes de Estado e governo de todo o mundo. Acompanharam o presidente Lula os ministros do Trabalho, Carlos Lupi, e o da Previdência Social, José Pimentel.

Além de participar da Conferência, o presidente Lula discursou no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), se encontrou com sindicalistas e almoçou com o presidente da França, Nicolas Sarkozy. De Genebra, o presidente seguiu para Ekaterimburgo, na Rússia, onde participa, nesta terça-feira (16) da Cúpula dos Brics, ao lado de líderes da Rússia, Índia e China.

pedrinhas perdidas

Duas pedrinhas estão faltando no meu brinco de borboleta.
Quando notei isso, um frio terrível me correu a espinha.
Somente eu mesma posso compreender o porque desse mal estar.

14/06/2009

rindo de mim mesma

Aconteceu de verdade: comprei um par de meias "pretas" e, dias depois, ao abrir a embalagem pra guardá-lás, descobri que na verdade são verdes.
Afff.
Que eu tenho dificuldade com cores é público e notório. Mas nunca pensei que pudesse chegar a esse ponto.
No fundo acho que o fabricante tá fazendo verde muito parecido com preto, ultimamente. rsrs Não dá pra diferenciar um pouco mais, ou, quem sabe, escrever "verde" bem grande na embalagem?

persevere

"Determinação, coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso. Não importa quais sejam os obstáculos e as dificuldades. Se estamos possuídos de uma inabalável determinação, conseguiremos superá-los. Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho"
(Dalai-Lama)

o mais perfeito

O tapete mais perfeito do Corpus Christi de Matão, este ano, foi este:

amor eterno

"(...)Danuza Leão quer saber se eu, que acredito num amor primeiro, único e último, se eu conheço algum. Resposta: - não há amor que não seja eterno. E os que acabam? Os que acabam não têm nada a ver com amor. Algum idiota da objetividade perguntará: - "E a morte?". O amor continua para além da vida e para além da morte. Não importa que se ame errado: - tampouco importa que a vida seja uma flora de equívocos. A simples esperança do amor eterno impede que o homem apodreça à nossa vista. E a mulher falhada, frustrada, morre esperando o amor que não veio. (...)"
Nelson Rodrigues em "Quem extravasa ódio?"(24/10/1970)

09/06/2009

Nas trilhas da vida com as trilhas do Chico

Hoje fui ouvindo um cd do Chico Buarque enquanto dirigia pro trabalho.
Fiquei pensando que, se me fosse permitido, se eu tivesse acesso ao Chico Buarque - vamos supor que eu tivesse o número do telefone celular dele - eu hoje ligaria pra ele só pra dizer: "Chico, Deus te abençoe".
Acho que tá faltando algo...

07/06/2009

coincidências

Coincidências.
Para mim elas nunca existiram. Sempre preferi definir esses eventos surpreendentes como "pequenos milagres".
Às vezes parece que Deus brinca com a gente. Será que para testar nossa reação? Não creio. Afinal, Ele não precisa desses testes. Ele nos conhece profunda e totalmente.
Acho que no fundo Ele quer mesmo é se divertir conosco. E nos ensinar. Nos ensinar a prestar mais atenção nas coisas, nos sinais... Nos ensinar a ser mais fortes. Sangrar devagarinho e bem de leve uma feridinha quase cicatrizada, para que aprendamos tudo o que Ele nos quer ensinar sobre aquilo. É como se nos sussurrasse aos ouvidos: "Não, Eu não quero que você se esqueça disso ainda!! Pense nisso mais um pouco!! Pense no que você poderia ter feito diferente. Sofra mais um pouco!! Sinta um pouco mais de saudade!".
Será que a ideia é fazer esses eventos estarem presentes até que não provoquem mais nenhum sofrimento? Só lembranças boas e carinhosas, sem a dor da perda?
Ou será que simplesmente não é para desistir? É para continuar esperando pra ver o que falta acontecer antes do verdadeiro fim?
Eu fico um pouco confusa, me fecho e mergulho em mim mesma buscando muitas respostas. Pois é bem dentro de mim que Ele me responde. Sempre. Mas não na hora que eu pergunto, e sim na hora que Ele acha que eu tenho que ter a resposta.
De uma coisa já sei: não devo apressar nenhum passo.
Outra coisa: Ele nunca dá uma dose maior do que a gente pode aguentar!!!
Ele vai alternando sensações boas e ruins, meio que brincando com uma palheta de tintas. Não deixa carregar nenhum tom. Tudo em harmonia.
Devagar, devagar e com calma...
E assim, de coincidência em coincidência, vamos vivendo.
Passos de bebê.

05/06/2009

o vil metal

"(...) O que é pior: nunca ter tido dinheiro ou ter sido rico e virar pobre? Difícil de responder, mas pelo que tenho observado, ficar sem dinheiro depois da experiência da boa vida é pior. A não ser que seja uma pessoa muito sábia, dessas que compreendem que é assim mesmo, às vezes se está lá em cima, outras lá embaixo. Já ouvi de gente que não consegue cair na real: "Qualquer coisa, menos baixar meu padrão de vida". Esses sofrem muito e passarão por todo tipo de humilhação ou vexame para voltar ao nível anterior. Coitados. Mal sabem eles que existem coisas na vida que não substituem o dinheiro, mas que podem nos dar um grande prazer.(...)"
Danuza Leão, em "O vil metal", na Claudia de junho

04/06/2009

02/06/2009

o filme pela autora do livro

Dando prosseguimento ao post anterior.

MARTHA MEDEIROS

12 de abril de 2009 - Jornal Zero Hora

Tenho viajado bastante para acompanhar algumas pré-estreias do filme Divã, baseado no meu livro homônimo. Delícia de tarefa, ainda mais quando a gente gosta de verdade do trabalho realizado, e esse filme realmente ficou enxuto, delicado e emocionante. Além disso, ainda consegue me provocar. A personagem Mercedes (vivida pela incrível Lilia Cabral) está fazendo análise e leva pro consultório muitos questionamentos sobre sua vida. Até que, passado um tempo, finalmente
relaxa e se dá conta de que não há outra saída a não ser conviver com suas irrealizações. Diante disso, o analista sugere alta, no que ela rebate: Alta? Logo agora que estou me divertindo?
Eu tinha esquecido essa parte do livro, e quando vi no filme, me pareceu tão cristalino: um dos sintomas do amadurecimento é justamente o resgate da nossa jovialidade, só que não a jovialidade do corpo, que isso só se consegue até certo ponto, mas a jovialidade do espírito, tão mais prioritária. Você é adulto mesmo? Então pare de reclamar, pare de
buscar o impossível, pare de exigir perfeição de si mesmo, pare de querer encontrar lógica pra tudo, pare de contabilizar prós e contras, pare de julgar os outros, pare de tentar manter sua vida sob rígido controle. Simplesmente divirta-se.
Não que seja fácil. Enquanto que um corpo sarado se obtém com exercício, musculação, dieta e discernimento quanto aos hábitos cotidianos, a leveza de espírito requer justamente o contrário: a liberação das correntes. A aventura do não-domínio. Permitir-se o erro. Não se sacrificar em demasia, já que estamos todos caminhando rumo a um mesmo destino, que não é nada espetacular. É preciso perceber a hora de tirar o pé do acelerador, afinal, quem quer cruzar a linha de chegada?
Mil vezes curtir a travessia.
Dia desses recebi o e-mail de uma mulher revoltada, baixo-astral, carente de frescor, e fiquei imaginando como deve ser difícil viver sem abstração e sem ver graça na vida, enclausurada na dor. Ela não estava me xingando pessoalmente, e sim manifestando sua contrariedade em relação ao universo, apenas isso: odiava o mundo. Não a conheço, pode
sofrer de depressão, ter um problema sério, sei lá. Mas há pessoas que apresentam quadro depressivo e ainda assim não perdem o humor nem que queiram: tiveram a sorte de nascer com esse refinado instinto de sobrevivência.
Dores, cada um tem as suas. Mas o que nos faz cultivá-las por décadas? Creio que nos apegamos com desespero a elas por não ter o que colocar no lugar, caso a dor se vá. E então se fica ruminando, alimentando a própria "má sorte", num processo de vitimização que chega ao nível do absurdo. Por que fazemos isso conosco? Amadurecer talvez seja descobrir que sofrer algumas perdas é inevitável, mas que não precisamos nos agarrar à dor para justificar nossa existência.